Saúde

Conceito

Durante muito tempo, a saúde foi entendida simplesmente como o estado de ausência de doença. Com o tempo esta definição de saúde foi substituída por outra, que engloba um estado de completo bem estar físico, mental e social, e não apenas uma ausência de doença. A definição adotada pela OMS tem sido alvo de inúmeras críticas desde então. Definir a saúde como um estado de completo bem-estar faz com que a saúde seja algo ideal, inatingível, e assim a definição não pode ser usada como meta pelos serviços de saúde. Alguns afirmam ainda que a definição teria possibilitado uma medicalização da existência humana, assim como abusos por parte do Estado a título de promoção de saúde.

Por outro lado, a definição utópica de saúde é útil como um horizonte para os serviços de saúde por estimular a priorização das ações. A definição pouco restritiva dá liberdade necessária para ações em todos os níveis da organização social.

Christopher Boorse definiu em 1977 a saúde como a simples ausência de doença; pretendia apresentar uma definição "naturalista". Em 1981, Leon Kass questionou que o bem-estar mental fosse parte do campo da saúde; sua definição de saúde foi: "o bem-funcionar de um organismo como um todo", ou ainda "uma actividade do organismo vivo de acordo com suas excelências específicas." Lennart Nordenfelt definiu em 2001 a saúde como um estado físico e mental em que é possível alcançar todas as metas vitais, dadas as circunstâncias.

As definições acima têm seus méritos, mas, provavelmente, a segunda definição mais citada também é da OMS, mais especificamente do Escritório Regional Europeu: A medida em que um indivíduo ou grupo é capaz, por um lado, de realizar aspirações e satisfazer necessidades e, por outro, de lidar com o meio ambiente. A saúde é, portanto, vista como um recurso para a vida diária, não o objetivo dela; abranger os recursos sociais e pessoais, bem como as capacidades físicas, é um conceito positivo.

Essa visão funcional da saúde interessa muito aos profissionais de saúde pública, incluindo-se aí os médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e os engenheiros sanitaristas, e de atenção primária à saúde, pois pode ser usada de forma a melhorar a eqüidade dos serviços de saúde e de saneamento básico, ou seja, prover cuidados de acordo com as necessidades de cada indivíduo ou grupo. Fonte: Wikipedia


Como obter

Alimentando-se com produtos naturais e livres de agrotóxicos, dormindo bem, movimentando o corpo com exercício ou mesmo atividades do dia a dia, ler um bom livro, participar mais da natureza, controlar os nervos, meditar com frequência e/ou orar, respirar bem, excluir ou reduzir o consumo de álcool, não fumar, reunir-se com a família e os amigos e principalmente, gostar de você mesmo.

O Dr. Cascapera Jr., Rubens (Saúde + Saldável, 2012) diz em seu livro que uma pequena pequena mudança nos hábitos pode provocar melhora considerável na saúde e na qualidade de vida. Para isso, basta mudar a rotina e criar disciplina de, por exemplo, caminhar durante meia hora por três vezes na semana. Caso não haja condições para essa mudança, o simples fato de começar a utilizar as escadas ao invés do elevador, fazer pequenas caminhadas para objetivos simples como ir à farmácia ou à padaria são atitudes que ajudam, iniciando o hábito de movimentar o corpo.

Como consequência, podemos observar a perda de peso e da porcentagem de gordura corporal, redução da pressão arterial em repouso, melhora do diabete, diminuição do colesteror total e aumento do HDL (bom colesterol). Além disso, a atividade física auxilia na melhora da força e do tônus muscular, aumenta a flexibilidade, fortalece ossos e articulações.

Vamos praticar uma simples caminhada para melhorar a saúde? caminhada style=


Ir à Página de Agendamento
Ir à Página de Pesquisa


Home
Institucional
Apresentação
Terapias
Vivências
Contatos
Sobre

Espaço Holístico Bambu
img_rua Rua José Getúlio, 130 - lj. 15 - Liberdade - São Paulo - SP
img_celularimg_whatsapp (11) 99498-6837